Modificando as Escrituras. Pode fazer isso???

O que os Cristãos fizeram com o Salmo 2

Durante a Reforma Protestante, milhares de cristãos foram torturados e mortos por lutaram para ter acesso à Bíblia em sua própria língua. Suas intenções foram nobres, afinal de contas queriam poder entender o que lhes era ensinado. Mas a liderança protestante não honrou seus sacrifícios pois lhes entregou um texto forjado e com versos alterados.

Como apresentado em textos anteriores, vimos como os tradutores da Bíblia Cristã forçaram associações a Jesus nos textos proféticos. Um desses textos, muito usado por missionários, é o Salmo 2:12.

De acordo com Rashi (Rabino Shlomo Itzchak), um dos mais famosos comentaristas da Bíblia Hebraica, esse capítulo dos Salmos é uma referência ao momento quando David foi ungido rei de Israel. A Bíblia nos relata, que seus inimigos tentaram impedir que David subisse ao trono, pois sabendo de sua grandeza, perceberam que iriam ter problemas. Veja o que a Bíblia nos diz:

Ao saber que David tinha sido ungido rei de Israel, os filisteus foram com TODO o exército capturá-lo, mas David soube disso e foi para a fortaleza.” (2 Samuel 5:17).

Portanto o Salmo começa:

Por que se amotinam as nações e os povos tramam em vão? Os reis da terra tomam posição e os governantes conspiram unidos contra o Eterno e contra o seu ungido, e dizem: Façamos em pedaços as suas correntes, lancemos de nós as suas algemas! ” (Salmos 2:1-3).

Mas D’us tem outros planos, Ele protege David, pois ele foi escolhido para ser rei de Israel.

Do Seu trono nos céus o Eterno põe-se a rir e caçoa deles. Em Sua ira os repreende e em Seu furor os aterroriza, dizendo: ‘Eu mesmo estabeleci o Meu rei em Sião, no Meu santo monte’.” (Salmos 2:4-6).

Portanto David saiu para guerrear seus inimigos e os venceu. Após a batalha ele diz;

Assim como as águas de uma enchente causam destruição, pelas minhas mãos o Eterno destruiu os meus inimigos diante de mim.“(2 Samuel 5:20).

Por isso nesse grande dia, após a grande vitória de David, D’us afirma na continuação do Salmo:

Proclamarei o decreto do Eterno: Ele me disse: Tu és meu filho; eu hoje te gerei.” (Salmos 2:7).

“Hoje te gerei” foi o dia onde através da vitória de David, D’us firmou se compromisso com ele. A promessa de D’us se estendeu para toda a Casa de David e D’us fez deles seu “filho”. Em relação ao rei Salomão, D’us lhe disse: “Eu serei seu pai, e ele será meu filho.” (2 Samuel 7:14).

No final do capítulo D’us envia um alerta para os reis da nações não se comportarem como os inimigos de Israel e de David.

Por isso, ó reis, sejam sábios; aceitem a advertência juízes da terra. Sirvam ao Eterno com temor; exultem com tremor. Armem-se com a pureza, para que Ele não se ire e sejam destruídos de repente, pois num instante acende-se a Sua ira. Como são felizes todos os que Nele se refugiam!” (Salmos 2:10-12).

Mas os tradutores Cristãos não queriam que o Salmo se referisse a David e sim a Jesus. No verso final eles alteram a tradução e escrevem assim:

Por isso, ó reis, sejam prudentes; aceitem a advertência, autoridades da terra. Adorem ao Senhor com temor; exultem com tremor. Beijem o filho, para que ele não se ire e vocês não sejam destruídos de repente, pois num instante acende-se a sua ira. Como são felizes todos os que nele se refugiam!” (Salmos 2:10-12).

Os Cristãos traduziram a palavra נַשְּׁקוּ בַר (nishku bar) como “beijem o filho”. Sua intenção está clara. Querem afirmar que devemos nos submeter ao filho, Jesus, ou a ira dele nos destruirá.

O problema é que nishku bar não quer dizer isso. “Bar” em aramaico quer dizer “filho”, mas não em hebraico. Em hebraico seria “ben”, como vemos no mesmo capítulo alguns versos acima:

:בְנִׂי אַתָה אֲנִׂי הַיּוֹם יְלִׂדְתִׂיךָ
Tu és meu filho (beni); eu hoje te gerei.” (Salmos 2:7)

Apesar de encontrarmos textos em aramaico em alguns livros da Bíblia, como Daniel, Esdras e Jeremias, isso não acontece no livro de Salmos. Não existe razão porque o rei David escreveria a mesma palavra, “filho”, em duas línguas diferentes no mesmo capítulo. Além disso, somente a palavra “filho” estaria em aramaico, todo o resto em hebraico. Faz sentido?

Como vimos em nossa tradução, a palavra “bar” (בַר ) em hebraico significa “pureza”, e aparece novamente no capítulo 24 de Salmos, e veja como os Cristãos traduzem:

“Quem poderá entrar no seu Santo Lugar? Aquele que tem as mãos limpas e (bar levav) coração puro.” (Salmos 24:3-4, tradução Cristã NVI)

Eles mesmos concordam com o significado real da palavra, do contrário teriam que traduzir como: “coração do filho”.

Ao mesmo tempo em que centenas de cristãos, queimavam nas fogueiras da Igreja Católica, lutando por uma tradução correta, seus líderes os traíam, fazendo com eles o mesmo que seus predecessores, mantendo-os na escuridão. E com que autoridade eles mudam a Nossa Bíblia? E como esperam que sejamos convencidos com isso?