Sobre JC no Talmud

Não existe nenhuma menção de forma alguma de Yeshu e Jesus no Talmud, deve se lembrar que jesus é uma lenda criada para unificar um império e Yeshu é um dissidente discípulo do Rabi Yehoshua Ben Perachya, e Ben Stada e da época do Rabi Eliezer ben Hyrcanus.

O Histórico não é esse bíblico.

Não estou dizendo de forma alguma que existe algo no Talmud sobre esses personagens, porém certos cristãos dizem que sim, é isso a questão levantada.

Fique Esclarecido!!!!!!!!!

Jesus nunca existiu, o que chamam de histórico não é de forma alguma Jesus, por mais que muitos historiadores tente levar por esse prisma, porém a primeira aula de qualquer futuro historiador é o seguinte: Jesus nunca existiu!!!!

Tanto que sua história se confunde com histórias das mitologias pagãs; por exemplo: Quanto a Crucificação! Em um dos primeiros documentos Cristãos (os “Ensinamento dos Doze Apóstolos”), não há menção do Jesus bíblico ter sido crucificado. O fator que contribuiu para a história da crucificação é outra vez a mitologia pagã.

O tema de uma divindade ou semi-divindade sendo sacrificada contra uma árvore, poste ou cruz, e depois ressuscitadada é muito comum na mitologia pagã.

Foi encontrado nas mitologias de todas as civilizações ocidentais, estendendo-se desde um extremo oeste como a Irlanda até um extremo leste como a Índia. Em particular, é encontrado nas mitologias de Osíris e Attis, ambos os quais eram muitas vezes identificados com Tammuz. Osíris acabou com os seus braços esticados numa árvore tal como o Jesus bíblico na cruz. Esta árvore era, às vezes, mostrada como um poste com dois braços esticados – o mesmo aspecto da cruz Cristã.

Na adoração de Serapis (uma composição de Osíris e Apis), a cruz era um símbolo religioso. De fato, o símbolo da “cruz Latina” Cristã parece ser baseado diretamente no símbolo da cruz de Osíris e Serapis.
Também a história do nascimento virginal não é somente de jc.